sexta-feira, 1 de abril de 2016

RELIGIÃO - MAL NECESSÁRIO?


RELIGIÃO - MAL NECESSÁRIO?
Alguns apaixonados por religião mesmo ciente dos malefícios mentais que esta causa se auto sabota dizendo: 'a religião é um mal necessário'. Lamento informar-lhe que nenhum mal é necessário, o que é necessário é o amor fraternal da humanidade que é carente nesse quesito.

As religiões surgiram por volta de 6000 mil atrás, antes disso a humanidade era despida de crenças em deuses e em vida após morte. Desde então a religião tem causado muita dor desnecessária para a humanidade, apesar da pouca verdade e boas intenções que seus seguidores podem ter. Crenças religiosas restritivas, falsas e perigosas, proliferam em todo o mundo, dominando os ensinamentos tradicionais da religião organizada.
É comum algum seguidor dessas crenças se auto enganar pensando que a fonte da sua moralidade, ética ou espiritualidade está no ensino de alguma organização externa. Algumas religiões proíbem você de assumir a sua responsabilidade por si mesmo e por suas ações, impedindo assim você de assumir plenamente o seu poder.
Todas as religiões o limitam bloqueando a realização mais profunda de quem você é e todas elas apregoam a ilusão fundamental da separação, ou seja, que somos seres distintos e separados, que algumas pessoas são melhores do que outras e que não existe um lugar melhor onde você possa chegar. É a ideia baseada na separação que leva ao julgamento e a exclusão, e que nunca será verdadeira e poderosa como a ideia baseada na UNICIDADE.
Você pode pensar que as crenças são inofensivas. Algumas até podem ser, mas também podem ter sérias ramificações. Lembre-se das citações de Voltaire: “Aqueles que podem fazê-lo acreditar em absurdos, podem fazê-lo cometer atrocidades.” Se você é capaz de convencer as pessoas a segui-lo ou ao seu grupo, dizendo que ao fazer isso elas vão ser recompensadas de alguma forma (por exemplo, quando chegarem ao céu vão ficar famosas, ter muito dinheiro, terão escravas sexuais, vão obter conhecimento ou poder, vão receber proteção e segurança, etc.), você está no caminho para levá-las a cometer atos de inconsciência.
As crenças agem silenciosamente e podem ter consequências terríveis. Se você não disser a verdade, mas somente mentiras, você pavimenta o caminho para corromper as pessoas para tomarem o seu poder e manipulá-las com propagandas enganosas. Quantas pessoas já foram assassinadas em nome de Deus, ou quantos crimes hediondos foram cometidos em nome da religião, todos decorrentes de crenças religiosas. A história não me deixa mentir, está tudo lá - vá olhar.
Todas as crenças religiosas são obstáculos que retiram o seu poder no caminho da verdadeira liberdade.
O personagem Jesus foi assassinado porque pregava o fim da religião, e ensinava para seus conterrâneos que a religião era um mal desnecessário, que as pessoas precisavam se livrar da religião e serem verdadeiramente LIVRES. (Galatas 5:1) Hoje ele seria facilmente encarado pelos religiosos como Ateu, e pelos ateus como um louco.
Veja essa crença: "Meu deus é o verdadeiro".
O perigo dessa crença tola é que ela leva a julgamento, condenação, guerra e derramamento de sangue conforme os registros históricos não nos permite mentir - essas atrocidades ocorreram baseado nesta crença. Ela assume várias formas: Deus está do meu lado (não do seu), meu deus é melhor do que o seu deus, meu deus é o deus correto (não o seu), deus vai me favorecer e recompensar (não a você), etc...
O que é Deus?
Para a maioria das pessoas, é a sua ideia de um Ser infinito, o Criador de tudo. Outra forma de dizer isto é que Deus é Tudo O Que É. Se nós literalmente inserimos a frase “Tudo O Que É” em sentenças que contêm “Deus” olhe para os resultados que obtemos:
Deus está do meu lado = Tudo O Que É está do meu lado
Como pode exatamente Tudo O Que É estar do seu lado? Como pode Tudo O Que É ter um lado? Se ele tem um lado, como pode não estar em todos os lados ao mesmo tempo? Afinal de contas, Ele está em tudo. Ao contrario do que pensam tolamente os religiosos, não existe nenhum DEUS, o que existe é AMOR INFINITO, e isso é uma lei que rege qualquer outra Lei. O amor é uma FORÇA TODA PODEROSA de ATRAÇÃO. E infelizmente, o AMOR INFINITO não se encontra em nenhuma religião.
Meu deus é melhor do que o seu deus = meu Tudo O Que É é melhor do que o seu Tudo O Que É.
Reflita; como pode existir o meu ou o seu Tudo O Que É? Como você pode possuir Tudo O Que É? Ele pertence igualmente a todos, se é mesmo capaz de ser possuído. Agora você pode ter uma ideia do Tudo O Que É, que é a sua ideia para manter, mas isso é apenas a “sua ideia”. É a sua percepção ou compreensão do Tudo Que É. Não é Tudo O Que É na verdade. Novamente, através da inserção de Tudo O Que É, nós reduzimos a sentença pela falta de sentido (“reductio ad absurdum” como se costumava dizer em latim).
Meu deus é o deus correto = meu Tudo O Que É é o correto Tudo O Que É.
Como descrito acima isto se torna sem sentido. Como pode haver um Tudo O Que É incorreto? Tudo O Que é simplesmente é o Tudo Que É. Ele apenas é. Ele sempre é correto nunca incorreto, isto é tudo.
Deus vai me favorecer e recompensar = Tudo O Que É vai me favorecer e recompensar.
Mais exclusividade. Eu estou “dentro” e você está “fora”. Eu sou parte do clube “dentro”, você não é. Este é um grande engano e uma das crenças religiosas mais perigosas. Ela sustenta muitas das seguintes crenças religiosas.


Um comentário:

  1. RELIGIÃO: O MAL DA HUMANIDADE E O INFERNO DOS ANIMAIS. IGREJAS E TEMPLOS DE QUALQUER NATUREZA: AS PIORES INVENÇÕES DA HUMANIDADE. DEUSES, ALÁS, JEOVÁS E JESUS: AS MAIORES MENTIRAS.

    ResponderExcluir

Olá caro leitor, deixe o seu comentário, será de grande importância o seu comentário aqui. Obrigado!! Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...