sábado, 17 de setembro de 2016

domingo, 4 de setembro de 2016

A tentação de Jesus prova que ele não foi Deus?

Jesus era mesmo "Deus" ou ele era apenas um homem comum, e como um indivíduo se fez especial marcando a história com que ele buscou durante a sua vida toda, pela qual teve um elevado nível de consciência ao qual muitos se negam a fazer um trabalho assíduo e intrépido consigo mesmo no que tange o autoconhecimento e a liberdade de consciência própria.
Posso dizer sem medo de ser feliz que Jesus nunca foi "Deus" ou qualquer coisa levada a essa tal divindade, ele era apenas um ser humano autêntico, advindo do ato sexual dos pais biológico...sendo assim, ele era apenas um homem comum, foi um livre pensador ao qual ele quebrava as regras e as normas religiosas, onde o sistema cultural de sua época nunca pode fazer dele refém ou um escravo em nada.
Porque ele tinha e se utilizava e muito bem de sua inata autonomia e de sua soberania pessoal com excelência.
Quando eu trato de Jesus, eu não falo de um Jesus religioso, mas de um homem histórico sem o perfil religioso, mas de um anarquista e revolucionário, e que era ele muito a frente do seu tempo.
E digo mais...ele era homem e tinha as suas necessidades psicológicas e fisiológicas também, como de qualquer outro homem composto de carne e ossos!!!
Ele gostava e necessitava de amor, de carinho, afeto, e ele pra quem não sabe ou que não aceita o Jesus homem fora da tal santidade religiosa..., ele gostava e muito de mulher, gostava de sexo e praticava sexo também....porque ela sabia que o sexo nunca foi problema algum, porque isso é de caráter de âmbito totalmente natural dos seres humanos, onde se existe a necessidade dessa troca de energia por meio do sexo principalmente, e o sexo por sua vez, fez parte fundamental para o seu crescimento como indivíduo dando uma maior liberdade pessoal e "espiritual" também.


Se enganam quem pensa que Jesus era um conservador moralista ajustado com a sociedade hipócrita de sua época e que não é nada diferente de nossa sociedade atual em que vivemos...e que via a sua liberdade pessoal e sexual como tabu ou como algo a ser ignorado ou sacrificado o tempo todo na crença de preservar a sua tal santidade para com o ser imaginário. Até mesmo porquê o sexo não interfere em nada quanto aos propósitos que ele tinha em sua vida, pelo contrário, o mesmo só tem agregado ainda mais em sua vida em todos os sentidos. 

O sexo não define caráter de ninguém, e nem faz alguém ser santo ou pecador.....isso tudo é pura balela religiosa e nada mais!!! 
Os religiosos tem sim, muitos problemas de ordem sexual, porque o sexo para os mesmos está pautada única e exclusivamente na diplomacia da moralidade social e cultural.
Em suma...Jesus era um livre pensador, ele não veio para derramar uma única gota de sangue pra ninguém, porque ele não era salvador de nada e ninguém, mas ele tinha o mais importante e eficaz para a humanidade - a essencial premissa do despertar da liberdade de consciência para humanidade, porém ele também era totalmente livre para o amor e também para o sexo, porque para ele o sexo e o amor livre, nunca foi um tabu, ou algo a ser vencido, mas desfrutado ao máximo em liberdade, porque para ele era totalmente natural e divino, ou seja, era algo a ser em liberdade e amor a ser compartilhado com quem ele quisesse em amor. 
Então esse é o Jesus que ninguém quer, porque isso iria ferir ainda mais as feridas e repressão que as pessoas ainda vivem concernentes a esse tipo de assunto, e como essa doença se tornou algo obstinado e crônico, os mesmos precisam em hesitar o Jesus natural e humano/homem, porque o Jesus religioso é o retrato de apoio moral e conservadora para que a hipocrisia ainda sirva de uma falsa imagem de santos e reservados para uma divindade suprema....quando na verdade "saiu" apenas do 6 por meia dúzia.....em adotar e viver mais uma religião de forma reforçada do puritanismo!


Então meus caros leitores, somos todos 'anjos' e 'demônios', ou seja, somos ambivalentes, por essência e natureza, assim como foi Jesus também!!!

- Renato Brito


Onde está a adoração para Deus? Existe isso?

Muitos pessoas se enganam com essa de achar que isso é realmente algo válido e incontestável, por ser uma ordem divina e sustentado apenas na pseuda de uma verdade absoluta, quanto a essa tal adoração a "Deus", simplesmente pautada no porquê a Bíblia diz!!!
Tudo para os mesmos está apenas apoiado no genérico dizer religioso popular...."Éeeee Bíblico" ...

E será que isso serve como resposta ou é só mais uma forma de impor algo a não ser questionável?
...E isso sabemos que é apenas para coagir e intimidar as pessoas a não raciocinarem e de refletirem mais sobre o assunto em questão....para que a fé desses não sejam desmantelados, assim como um castelo de areia.
Essa de adoração a Deus é uma delas....será isso mesmo uma necessidade divina ou apenas uma necessidade e apego humana para si mesmos com relação aos ritos como adoração, jejum, louvores e etc.?! Vamos aos fatos agora!
!!


- Renato Brito

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

10 RELIGIÕES QUE VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR QUE EXISTEM!

Veja: "10 RELIGIÕES QUE VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR QUE EXISTEM". Ao longo dos anos, muitas religiões se destacaram e conquistaram diversos fieis pelo mundo, mas algumas delas, ficam um pouco pra trás, por conta de serem muito novas, ou muito MALUCAS!